Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > UFSB Ciência > Pesquisador participa de projeto internacional sobre linguística, cidadania e racismo
Início do conteúdo da página

Pesquisador participa de projeto internacional sobre linguística, cidadania e racismo

Escrito por Heleno Rocha Nazário | Publicado: Terça, 12 de Janeiro de 2021, 15h30 | Última atualização em Terça, 12 de Janeiro de 2021, 15h41 | Acessos: 215

Um projeto de pesquisa fomentado pelo Instituto Nacional de Humanidades e Ciências Sociais (NIHSS) da África do Sul, intitulado BRICS Think Tank: Multilingualism, Linguistic Citizenship and Vulnerability in South Africa and Brazil, reúne pesquisadores dos dois países para avançar estudos sobre multilingualismo, cidadania linguística e vulnerabilidade. Um dos integrantes da equipe é o professor Gabriel Nascimento dos Santos, que leciona e pesquisa no Centro de Formação em Ciências Humanas e Sociais do Campus Sosígenes Costa, em Porto Seguro. O professor Gabriel estuda cidadania linguística e racismo linguístico, com produção incluindo artigos sobre o tema e orientação em nível de graduação e mestrado. 

Ele conta que a participação no projeto já contempla a realização de workshops online sobre cidadania linguística a partir do Brasil e da África do Sul. "Se não houvesse pandemia, esse seria o momento em que faríamos e receberíamos visitas técnicas", explica. Ao fim das atividades do projeto, será produzido um número da revista Multilingual Margins.

A colaboração dos estudos realizados pelo professor Gabriel se liga ao tema do racismo linguístico e ao questionamento da relação entre linguagem e racismo. "Cidadania linguística é uma das minhas linhas de pesquisa. Nesse atual momento estou co-orientando e orientando mestrandos e graduandos com estímulo dessa linha de pesquisa, com essas leituras e essas orientações. No caso do próprio projeto com a África do Sul, ele se configura um projeto de pesquisa também", conta o pesquisador. 

A ideia, segundo ele, é que além do periódico Multilingual Margins, no qual os resultados serão publicados, o projeto seja aprofundado em outros países e que a UFSB esteja representada nessa iniciativa. 

Uma das produções recentes do docente sobre o tema do racismo e sua interface com a linguagem trata dos impactos do racismo nas carreiras de professoras negras de Inglês no sul da Bahia. Com uma metodologia autobiográfica, o artigo expõe as dificuldades impostas pelo preconceito racial às pessoas negras na aquisição do idioma e na realização profissional enquanto docentes de inglês. Um artigo anterior mostra uma iniciativa para justamente trabalhar o ensino do idioma inglês com propósito específico, incorporando assuntos e pontos de vista da etnia, raça e classe socioeconômica dos estudantes da Rede de Colégios Universitários em Porto Seguro. A ideia é engajar os estudantes no aprendizado do idioma e incluir temas pertinentes à realidade dos jovens ao processo de aquisição de habilidades. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página