Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > UFSB apoiará o I Seminário Nacional de Etnovivências Indígenas e o Enfrentamento à Crise Climática
Início do conteúdo da página

UFSB apoiará o I Seminário Nacional de Etnovivências Indígenas e o Enfrentamento à Crise Climática

  • Publicado: Quinta, 01 de Fevereiro de 2024, 14h36
  • Última atualização em Quinta, 01 de Fevereiro de 2024, 14h42
  • Acessos: 463

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), por meio do seu Centro de Formação em Ciências Humanas e Sociais (CFHCS), Campus Sosígenes Costa, dará apoio à realização do Aragwaksã 2024: I Seminário Nacional de Etnovivências em Territórios Indígenas e o Enfrentamento à Crise Climática, a se realizar na Reserva Pataxó da Jaqueira, município de Porto Seguro/BA, no mês de julho deste ano, por iniciativa do Instituto Pataxó de Etnoturismo – ASPECTUR, em parceria com o Ministério dos Povos Indígenas e outras organizações públicas e privadas comprometidas com a causa indígena.

 

credito

Crédito da Imagem: ASPECTUR

O termo “Etnovivência” se refere à experiência proporcionada a visitantes, que exploram e vivenciam os costumes, práticas e conhecimentos da cultura da comunidade anfitriã. No âmbito indígena, a etnovivência oferece uma oportunidade singular para que turistas e interessados adquiram compreensão e  imersão na cultura indígena, aprendendo sobre suas tradições, valores e modo de vida, como bem faz a Reserva Pataxó da Jaqueira no nosso Território de Identidade, há mais de 25 anos.

grupo JaqueiraO Seminário, para além de compartilhar experiências exitosas de etnovivências (etnoturismo, turismo étnico, ecoturismo e afins) em territórios indígenas, do Povo Pataxó e de outros povos originários do nosso país, buscará provocar reflexões acerca dos eventos climáticos extremos que impactam os territórios indígenas, cada vez mais recorrentes, bem como discutir medidas de mitigação e adaptação nesse contexto, destaca o Prof. Dr. Altemar Felberg, coordenador do projeto de extensão.

A parceria entre o Ministério dos Povos Indígenas e a UFSB, que soma esforços à Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI), demonstra o compromisso interinstitucional em promover a justiça ambiental e ações direcionadas ao bem viver dos povos originários, contribuindo para a sustentabilidade socioambiental, cultural e  econômica da região.

A descentralização de recursos foi realizada em nov/2023 entre o Ministério dos Povos Indígenas, por meio da sua Secretaria de Gestão Ambiental e Territorial Indígena, e a UFSB/CFCHS, tendo sido designado o Prof. Dr. Altemar Felberg para coordenar o projeto de extensão, cujos recursos serão gerenciados através da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão – FAPEX. O projeto contará, ainda, com a colaboração de três estudantes indígenas da UFSB, que receberão bolsa de extensão por 6 meses.

 

 

Com informações de Altemar Felberg

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página