Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > UFSB divulga plano de retomada gradual de atividades administrativas presenciais
Início do conteúdo da página

UFSB divulga plano de retomada gradual de atividades administrativas presenciais

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Quinta, 23 de Setembro de 2021, 18h03
  • Última atualização em Quinta, 23 de Setembro de 2021, 18h09
  • Acessos: 1895

A reitoria da Universidade Federal do Sul da Bahia, através do trabalho do Comitê Emergencial de Crise designado para monitorar e aconselhar sobre a pandemia de covid-19, determinou a publicação do Plano para Retomada Gradual das Atividades Administrativas Presenciais. Com isso, após estudos e reuniões a respeito do tema, passa-se à fase de volta à presencialidade por etapas, com atenção à evolução dos casos na região e às medidas de biossegurança nos ambientes de trabalho.

O documento apresenta os dados mais recentes do CEC e também uma recuperação histórica das decisões institucionais para proteção de sua comunidade universitária, mais de um ano e meio após a Portaria nº 163/2020, de 18 de março de 2020, que determinou a suspensão das atividades presenciais de ensino e adoção de regime excepcional de trabalho remoto para os setores administrativos pela duração do estado de emergência de saúde pública.  Em agosto de 2020, depois de estudos e evento voltado para o tema do ensino mediado por tecnologia, o Conselho Universitário aprovou o retorno do ensino de forma remota, pela Resolução 15/2020, ao passo que as atividades administrativas seguiram na modalidade de trabalho remoto, situação ainda vigente, embora algumas atividades presenciais, no entanto, fossem necessárias para garantir a educação remota e o funcionamento de outros serviços indispensáveis para a Universidade.

 

Etapas e procedimentos da retomada gradual

Conforme o plano, a ideia é dividir os movimentos da retomada em cinco fases, nomeadas de zero (a atual, com trabalho administrativo 100% remoto) a quatro (100% das rotinas da Universidade retomadas em modo presencial). A avaliação para definir a mudança de uma fase a outra será feita com base nos seguintes critérios:

  • Taxa de Reprodução efetiva (Rt) do vírus em cada município-sede e em cada Região Geográfica Imediata no 28º dia de cada período analisado;
  • Incidência média diária de casos no período considerado e sua variação, comparando-se os últimos 14 dias com os 14 dias anteriores em cada município-sede e em cada Região Geográfica Imediata;
  • Incidência média diária de óbitos no período considerado e sua variação, comparando-se os últimos 14 dias com os 14 dias anteriores em cada município-sede e em cada Região Geográfica Imediata;
  • Taxa de ocupação de leitos de UTI nas regiões Sul e Extremo Sul nos últimos 14 dias;
  • Cobertura da vacinação em cada município-sede das Unidades Administrativas;
  • Registro de surtos nas Unidades Administrativas nos últimos 28 dias

A duração estimada de cada fase deve ser de no mínimo 28 dias. Esse é o período no qual os Núcleos de Monitoramento dos casos de Covid-19 na UFSB deverão encaminhar para a Reitoria, o Formulário de Avaliação de Etapas para Retorno Gradual das Atividades Administrativas Presenciais preenchido, com base nos indicadores e parâmetros indicados no plano. O plano também destaca responsabilidades de gestores e servidores das unidades administrativas no monitoramento da situação em ambiente de trabalho, empregando para isso os instrumentos, insumos e parâmetros para o avanço das fases.

 

Documento Relacionado

Plano para Retomada Gradual de Atividades Administrativas Presenciais (23/09/2021)

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página