Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Eventos > [ON-LINE] -  Mesa Redonda "Políticas Públicas e Iniquidades em Saúde – Avanços, Desafios e Perspectivas Pós-Pandemia"
Início do conteúdo da página

[ON-LINE] -  Mesa Redonda "Políticas Públicas e Iniquidades em Saúde – Avanços, Desafios e Perspectivas Pós-Pandemia"

Escrito por Malu Carvalho | Publicado: Quinta, 03 de Dezembro de 2020, 14h37 | Última atualização em Quinta, 03 de Dezembro de 2020, 14h37 | Acessos: 534

O que: Mesa Redonda "Políticas Públicas e Iniquidades em Saúde – Avanços, Desafios e Perspectivas Pós-Pandemia"

Quando: 10 de dezembro, das 19 às 21 horas

Onde:https://mconf.rnp.br/webconf/csc-3

 

O evento tem por objetivo discutir e promover o debate qualificado sobre as políticas públicas e as iniquidades em saúde, tentando traçar um panorama sobre os avanços e desafios no desenvolvimento das políticas públicas na nossa região/Estado, principalmente no que tange às populações negra, indígena, cigana e LGBTQI, e a partir das discussões, conhecer a perspectiva dos especialistas convidados e participantes do evento, no intuito de propor melhorias na equidade e efetivação dos cuidados em saúde para as populações vulneráveis.

A proposta do evento é uma iniciativa para ampliar a discussão sobre o tema relacionado com três componentes curriculares da UFSB, a saber: Universidade e Sociedade (turma 2); Gênero, raça, etnia e saúde; e Cultura, saberes tradicionais e práticas de saúde; sob regência da Profa. Dra. Rocio Alvarez (IHAC-CSC-UFSB), e que congregam estudantes e jovens da nossa região, do primeiro ao quarto ano de estudos nas áreas de ciências, humanidades, artes e saúde do IHAC-CSC e outros Centros de Formação da UFSB, além de propiciar o alcance do debate aberto para o público em geral.

 

Palestra de abertura:

“Políticas Públicas de equidades em saúde no SUS Bahia –avanços e efeitos nas populações vulneráveis durante a pandemia”

António da Purificação (Coordenador do Programa de Promoção da Equidade em Saúde da SESAB)

 

Debatedores:

Altair Lira (antropólogo e mestre em saúde coletiva pela UFBA. Membro do GT de Saúde da população negra da ABRASCO)

Marcley Pataxó. Presidente do Núcleo Central de Estudantes Indígenas da UFSB (NCEI) e coordenador do Extremo Sul do Movimento Unido de Povos e Organizações Indígenas da Bahia (MUPOIBA-Extremo Sul).

Profa. Dra. Caroline Lima. Historiadora, feminista e professora da UNEB-Eunápolis.

Prof. Dr. Thiago Soliva. Cientista Social e professor do Bacharelado Interdisciplinar em Saúde da UFRB.

 

Mediação:

Profa. Dra. Rocio Alvarez (UFSB)

Organização:

Grupo de Pesquisa - Educação, saúde e desigualdades sociais/CNPq-UFSB.

registrado em:
Fim do conteúdo da página