Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Eventos > [ON-LINE] - Kalundu - Saberes Afro Diaspóricos em Debate
Início do conteúdo da página

[ON-LINE] - Kalundu - Saberes Afro Diaspóricos em Debate

Escrito por Malu Carvalho | Publicado: Segunda, 09 de Novembro de 2020, 10h40 | Última atualização em Segunda, 09 de Novembro de 2020, 10h40 | Acessos: 583

O que: Kalundu - Saberes Afro Diaspóricos em Debate

Quando: 10 de novembro, às 19horas

Onde: On-line

 

Flyer

Saberes Afro Diaspóricos em Debate na UFSB

Acontece no dia 10 de novembro, às 19h, o Kalundu - Saberes Afro Diaspóricos em Debate, evento em formato de entrevista pública que receberá artistas contemporâneos/as, mestres/as dos saberes tradicionais. A transmissão ao vivo ocorrerá pelo canal no youtube do  Aldeia - Núcleo de pesquisas afro-brasileiras em Artes, Tradições e Ensinagens na Diáspora (CNPQ/UFSB), sob coordenação do professor Tássio Ferreira (CFArtes/UFSB).

O evento é uma realização do Coletivo AFRO(en)CENA e conta com apoio do Unzó ia Kisimbi ria Maza Nzambi | Terreiro de matriz Congo-Angola.

Na sua primeira edição, o projeto recebe Benjamin Abras, artista interdisciplinar brasileiro, radicado na Tunísia, África do Norte. Contaremos também com a participação do músico e ator Ricardo Campos.

Na roda:
Breno Terra - UFSB/PIPCI - Aldeida | AFRO(en)CENA
Camila Terra - AFRO(en)CENA
Emanuele Carmezina - ALDEIA | AFRO(en)CENA
Humberto Gomes - UFSB | AFRO(en)CENA

Obras de referência:
Padê de Exu Libertador - https://youtu.be/QDLpdItpQUM
Ijo Alapini, Dançarino dos Ancestrais - https://youtu.be/9ycnFkpu7T0
Kalundu - https://youtu.be/pANwlHpZUoU?t=1007

 

Benjamin Abras, natural de Belo Horizonte-MG. Artista contemporâneo interdisciplinar. Poeta, ensaísta, dramaturgo, pintor, ator-dançarino, diretor de dança teatro. Atualmente, encontra-se em uma residência artística na África do Norte, onde escreve uma peça de dança teatro performativo, na Tunísia. Pesquisa os rastros do Racismo na África e as tradições criadas pelos Africanos do Sul, escravizados pelos Beys da Costa do Maghreb. Atualmente é professor de consciência corporal no teatro Nacional da Tunísia.

registrado em:
Fim do conteúdo da página