Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > A UFSB > Assessorias > Assessoria de Comunicação Social > Informativo UFSB > Monitoramento de consumo de eletricidade e água: redução de custos e incentivo às práticas sustentáveis
Início do conteúdo da página

Monitoramento de consumo de eletricidade e água: redução de custos e incentivo às práticas sustentáveis

Escrito por Heleno Rocha Nazário | Publicado: Quarta, 18 de Julho de 2018, 17h51 | Última atualização em Quarta, 18 de Julho de 2018, 17h52 | Acessos: 2054

A Coordenação de Manutenção, setor da Diretoria de Infraestrutura da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (Dinfra/Propa), divulga o trabalho de monitoramento de consumo de água potável e de energia elétrica no Campus Jorge Amado. Conforme o documento (consulte os detalhes aqui), o intuito é colocar em prática os princípios de sustentabilidade definidos no Plano Orientador, reduzindo os gastos e a distância entre o discurso e as atitudes diárias. 

 

ÁGUA

A Coordenação de Manutenção emprega o programa AGUAPURA VIANET, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que permite o acompanhamento diário do consumo. Esse trabalho é realizado desde 2015 por meio do registro dos dados coletados dos hidrômetros no aplicativo. Como explica a engenheira eletricista Ana Rita dos Santos Barbosa, "esse acompanhamento permite atuar rapidamente quando há ocorrência de vazamentos. Isso evita que as perdas sejam conhecidas tardiamente com a infeliz surpresa na fatura enviada pela concessionária". O controle já é feito em todos os campi da UFSB. Os reparos são feitos prontamente, reduzindo o desperdício e o valor da fatura.

O gráfico abaixo indica o consumo de água em fevereiro no CJA, com as barras em vermelho mostrando ocorrências solucionadas rapidamente. A estimativa é de que o consumo teria sido quatro vezes maior sem o monitoramento diário. 

Imagem 01: Acompanhamento do consumo de água

Fonte: Medição própria (Coordenação de Manutenção)

ENERGIA ELÉTRICA

O monitoramento diário também é feito em relação ao uso de energia elétrica. A instalação de medidores nos quadros elétricos do edifício onde funciona a reitoria, em Itabuna, ocorreu em abril deste ano. Ajustados para medir a tensão, corrente elétrica e a potência da carga em vários momentos do dia, esses instrumentos registram dados para análise pela equipe da Coordenação de Manutenção. Esse controle ajuda a entender o que interfere no consumo e a ajustar os contratos junto à COELBA para reduzir os custos na fatura.

A universidade já adquiriu os medidores automatizados necessários para todas as unidades, e a instalação deve ocorrer em breve. A expectativa é que cada campus possa identificar oportunidades para evitar desperdícios de eletricidade e reduzir custos, praticando a sustentabilidade nos âmbitos ambiental, social e econômico. As leituras feitas até o momento já permitiram identificar, por exemplo, a necessidade de critérios de lotação para justificar o uso do auditório e seus aparelhos de ar condicionado, bem como os horários em que a energia fica mais cara e, portanto, momentos em que o desligamento dos aparelhos de ar condicionado propiciaria siginficativa redução de custos.

O gráfico da imagem 02 mostra o consumo considerando um evento ocorrido no dia 4 de julho, no Auditório da Reitoria, com um aumento da demanda máxima registrada em cerca de 10 kW durante a tarde. Medições como essa podem ajudar a definir estratégias para reduzir desperdício e aumento dos gastos com energia, como algumas descritas no documento da Coordenação de Manutenção.

Imagem 02: Acompanhamento do consumo de energia

Fonte: Medição própria (Coordenação de Manutenção)

*OBS.: Horário de ponta é o horário em que o preço da energia fica mais caro.

 

Documento relacionado

Informações sobre monitoramento de consumo de água e energia elétrica

registrado em:
Fim do conteúdo da página