Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > A UFSB > Assessorias > Assessoria de Comunicação Social > Informativo UFSB > Mudanças melhoram o acesso às impressoras
Início do conteúdo da página

Mudanças melhoram o acesso às impressoras

Escrito por Heleno Rocha Nazário | Publicado: Sexta, 13 de Dezembro de 2019, 11h58 | Última atualização em Quarta, 18 de Dezembro de 2019, 15h55 | Acessos: 1478

login papercutO uso das impressoras no Campus Jorge Amado e na Reitoria teve mudanças neste final de quadrimestre. Em uma iniciativa conjunta das pró-reitorias de Tecnologia da Informação e Comunicação (Protic) e de Sustentabilidade e Integração Social (Prosis), as máquinas foram retiradas dos setores e colocadas em ambientes coletivos, os pedidos de impressão passaram a ser geridos por um software específico. Obter dados detalhados sobre o uso de impressão e ter acesso contínuo e eficiente às máquinas são os objetivos imediatos. Com tempo e informação suficientes, vai ser possível medir e racionalizar os custos com papel, toner e manutenção dos equipamentos, reduzindo despesas.

O pró-reitor de Tecnologia da Informação e Comunicação, professor Fabrício Forgerini, explicou alguns aspectos da iniciativa. O ganho de eficiência está no compartilhamento das máquinas, antes restritas aos setores: "Cada impressora ficava numa rede, onde apenas os computadores daquela rede poderiam enviar trabalhos de impressão. No caso de problemas com a impressora, esta precisava ser retirada para manutenção e os computadores da rede ficavam sem nenhum local para imprimir. Agora, com o novo sistema, pode-se escolher qual ilha de impressão quer mandar o trabalho, possibilitando um serviço de impressão mais contínuo aos usuários". 

Screenshot 20191213 114728O software empregado é o Papercut, que permite mensurar o custo financeiro e a pegada de carbono deixada ao longo dos pedidos de impressão, gerir o saldo disponível a cada conta, escolher qualquer ilha de impressão do campus para imprimir o documento. Outra facilidade é a gestão via celular (foto ao lado): é possível enviar um documento para a fila no desktop e mandar imprimir a partir do telefone quando estiver na frente da impressora.

O processo de implantação da novidade iniciou na Reitoria e em seguida, no Campus Jorge Amado. Os campi Sosígenes Costa e Paulo Freire receberão essa inovação, e conforme o pró-reitor, a conclusão está prevista para o início de 2020. Cada conta de servidor recebeu um saldo equivalente a R$ 10,00 para uso na impressão de documentos. "O saldo foi colocado de forma estimada. Não temos fechado o valor que deve ser destinado aos servidores/setores da Universidade, uma vez que não tínhamos nenhum tipo de registro ou histórico de uso de impressão. A ideia é fazer uma renovação do saldo a cada quadrimestre", conta o professor Fabrício Forgerini. Ele explica ainda que após um breve período inicial de uso já será viável dimensionar o uso de impressoras em cada setor da instituição. "Naturalmente, é possível que um usuário solicite aumento de sua conta, visto determinada demanda que precisou ser atendida e, portanto, consumiu um número maior de impressão do que o previsto. Além disso, ainda é permitido ao usuário que possa enviar seu saldo de uma conta para outra, compartilhando recursos", completa o gestor.

Para reposição de papel e toner, os procedimentos estão sendo definidos em relação aos campi. Na Reitoria, a reposição é feita mediante pedido via SIPAC pela equipe do Almoxarifado da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (Propa).

registrado em:
Fim do conteúdo da página