Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Consuni aprova resolução sobre auxílio financeiro a pesquisadores e extensionistas
Início do conteúdo da página

Consuni aprova resolução sobre auxílio financeiro a pesquisadores e extensionistas

  • Escrito por Heleno Rocha Nazário
  • Publicado: Quarta, 13 de Março de 2024, 11h00
  • Última atualização em Quarta, 13 de Março de 2024, 14h29
  • Acessos: 1641

Em uma medida importante para a realização de projetos extensionistas na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), o Conselho Superior (Consuni) aprovou a Resolução nº 01/2024, que estabelece normas para a concessão de auxílios financeiros a pesquisadores e extensionistas via editais. Com isso, servidores/as na coordenação de projetos extensionistas terão acesso a apoio similar ao oferecido às coordenações de projetos de pesquisa, e abre-se o caminho regimental para o fomento à extensão universitária com recursos próprios da instituição.

A resolução define que passa a haver a rubrica orçamentária “Auxílio Financeiro a Pesquisadores e Extensionistas”, o que simplifica a destinação de recursos. Para os fins da resolução, pesquisadores são "servidores(as) efetivos(as) da UFSB que desenvolvam atividades de pesquisa e inovação, comprovadas mediante registro na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) e/ou em seu Currículo Lattes". De modo similar, entende-se como extensionistas "servidores(as) efetivos(as) que desenvolvam atividades interdisciplinares, político-educacionais, culturais, científicas e tecnológicas no contexto da pluralidade de ideias, saberes, epistemologias e racionalidades, e que promovam a interação dialógica e transformadora entre as instituições de ensino superior e os outros setores da sociedade, comprovadas mediante registro na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEX) e que tenham em sua equipe ao menos uma pessoa discente". Com essa inovação regimental, a UFSB busca equiparar os valores destinados para os projetos de pesquisa e de extensão, valorizando esses pilares da instituição universitária.

Os valores destinados pelos editais poderão ser empregados para custeio dos projetos, envolvendo despesas com material de consumo; serviços de terceiros, sejam pessoas físicas ou jurídicas; diárias e passagens; auxílios ao estudante; auxílio à produção intelectual. A resolução também permite o emprego do auxílio para despesas de capital, como a aquisição de como equipamentos e materiais permanentes nacionais ou importados. Esses itens, ao final dos projetos, deverão integrar o patrimônio da universidade.

Para o pró-reitor de Extensão e Cultura, professor Richard Santos, a falta de financiamento próprio para projetos extensionistas é queixa antiga no ambiente universitário, e a resolução vai significar um  um ganho significativo para a comunidade da UFSB em sua relação com a cultura e comunidade atingida, fortalecendo os laços e proporcionando o avanço dos projetos no território e a inclusão do território na comunidade universitária.

A reitora, professora Joana Angélica Guimarães da Luz, destaca que, embora o Ministério da Educação (MEC) e as agências de fomento ainda não tenham definido uma política de financiamento para a extensão, a reitoria da UFSB considera essa ação de extrema importância para afirmar que a extensão é uma área tão importante quanto a pesquisa, e todos os esforços serão feitos para atender a essa demanda.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página