Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > DIRAD > Coordenação de Gestão de Bens Móveis - CGBM
Início do conteúdo da página

Coordenação de Gestão de Bens Móveis - CGBM

Publicado: Segunda, 07 de Novembro de 2022, 15h31 | Última atualização em Quinta, 16 de Fevereiro de 2023, 18h01 | Acessos: 1066

A Coordenação de Gestão de Bens Móveis (CGBM) é responsável pelo planejamento, coordenação, orientação, execução, controle, supervisão e avaliação das atividades de controle patrimonial, preservação e manutenção dos bens móveis, equipamentos, bem como recebimento, controle, guarda, distribuição de materiais e alienação dos bens móveis.

Compete à Coordenação de Gestão de Bens Móveis (CGBM):   

  • - assessorar a Diretoria Administrativa (Dirad) e a Pró-Reitoria de Administração (Propa) em assuntos pertinentes a sua área;

  • - dirigir, orientar, supervisionar e avaliar a execução dos trabalhos de seus setores;

  • - fazer cumprir as normas e orientações dos órgãos superiores e fiscalizadores da UFSB;

  • - implementar política de padronização de material;

  • - administrar o patrimônio institucional, prezando pela sua preservação, melhorias e regularidade documental;

  • - orientar e fiscalizar a distribuição e utilização dos bens móveis;

  • - realizar procedimentos de avaliação, reavaliação e depreciação;

  • - participar da elaboração de inventários anuais, reavaliação e desfazimento de bens;

  • - coordenar as atividades de controle dos bens patrimoniais;

  • - elaboração de políticas patrimoniais, seguindo o que é estabelecido pela legislação vigente;

  • - propor a apuração de responsabilidade no caso de danificação ou falta de bens patrimoniais, mediante inspeção periódica e levantamento de inventário anual;

  • - desenvolver e promover a aplicação das técnicas de previsão, no âmbito da Universidade, de modo a assegurar a manutenção adequada dos estoques;

  • - estabelecer políticas para manutenção de equipamentos, em parceria com a Superintendência de Tecnologia da Informação – STI ou órgão equivalente local;

  • - executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associados ao ambiente organizacional;

  • - elaborar listas e organizar locais adequados para manter bens móveis ou sucatas, para processar as alienações, cessões, permutas e doações de bens móveis e, informar a Dirad/Propa sempre que julgar necessário; e

    - propor recuperação e redistribuição de bens móveis danificados ou devolvidos, bem como propor a alienação daqueles considerados prescindíveis ou de recuperação antieconômica.



Setor de Patrimônio

O Setor de Patrimônio (SP) é responsável pela execução, controle, registro e tombamento dos bens móveis da Universidade, assim como o desfazimento dos bens móveis inservíveis após o término da sua vida útil. Compete ao Setor de Patrimônio (SP):      

  • - controlar e manter seguros, adequadamente, os bens que integram o patrimônio da Universidade;

  • - participar na elaboração de inventários físicos anuais;

  • - prestar assistências à(s) comissão(ões) de inventário dos bens patrimoniais;

  • - acompanhar o processo de tombamento dos bens móveis;

  • - orientar a preparação dos processos de baixa de bens patrimoniais da Universidade;

  • - fornecer aos órgãos competentes, documentação relativa às variações ocorridas no patrimônio;

  • - acompanhar a movimentação, analisar o uso e vida útil dos bens permanentes, a fim de providenciar a renovação dos estoques necessários;

  • - desenvolver e promover a aplicação das técnicas de previsão no âmbito da Universidade, de modo a assegurar a manutenção adequada dos estoques;

  • - conferir e verificar se a aquisição (valor, quantidade, qualidade) está de acordo com os pedidos encaminhados;

  • - controlar os prazos de entrega de material, bem como propor aplicação de multas e outras penalidades, aos fornecedores inadimplentes;

  • - realizar processo de desfazimento de bens;

  • - realizar conciliação da movimentação de bens patrimoniais com o contábil;

  • - acompanhar a codificação e classificação de bens patrimoniais, conforme sua origem, obedecendo às normas padronizadas;

  • - manter os dados de entrada e saída do sistema de controle do patrimônio;

  • - manter cadastro dos bens móveis, segundo classificação contábil-orçamentária, identificando o setor possuidor, data e forma de incorporação e valor patrimonial;

  • - receber e aceitar o material adquirido, solicitando avaliação técnica e/ou especializada do setor requisitante, quando necessário;

  • - realizar procedimentos incorporação e desincorporação de bens patrimoniais, bem como a distribuição nos setores da UFSB;

  • - emitir relatórios dos bens patrimoniais;

  • - elaborar os mapas de variação patrimonial decorrentes de incorporação e baixa de bens móveis;

  • - controlar a carga patrimonial e a movimentação dos bens móveis;

  • - emitir os termos de responsabilidade e obter assinatura da autoridade responsável, dos bens em uso no setor sob sua chefia ou direção;

  • - incorporar ao patrimônio os materiais permanentes de produção própria da Universidade;

  • - receber e distribuir as notas de empenho aos fornecedores;

  • - receber, enviar, controlar e arquivar os processos empenhados;

  • - receber, conferir, montar processo das notas fiscais e encaminhá-lo à coordenação contábil e financeira para pagamento; e

  • - informar às unidades solicitantes do recebimento dos bens adquirido.

 

Setor de Almoxarifado

O Setor de Almoxarifado (SA) é responsável pelo suprimento de materiais de consumo para toda a UFSB, bem como recebimento, guarda, estocagem, controle e distribuição dos materiais adquiridos. Compete ao Setor de Almoxarifado (SA): 

  • - acompanhar a movimentação dos itens do almoxarifado analisar o consumo;

  • - desenvolver e promover a aplicação das técnicas de previsão, no âmbito da Universidade, de modo a assegurar a manutenção adequada dos estoques;

  • - conferir e verificar se a aquisição (valor, quantidade, qualidade) está de acordo com os pedidos encaminhados;

  • - controlar os prazos de entrega de material, bem como propor aplicação de multas e outras penalidades, aos fornecedores e prestadores de serviços inadimplentes; 

  • - receber, conferir, controlar e manter os registros de entrada e saída dos materiais em estoque, procedendo, mensalmente, ao balancete contábil da movimentação do almoxarifado;

  • - receber, conferir, controlar e processar as requisições de materiais encaminhadas ao Setor de Almoxarifado (SA);

  • - distribuir os materiais a serem fornecidos, realizando a conferência, embalagem, marcação, acondicionamento e transporte dos mesmos;

  • - processar a contagem física do estoque eventual;

  • - identificar, codificar, cadastrar e catalogar os materiais usados pela Universidade, bem como responsabilizar-se pela emissão e distribuição, aos usuários;

  • - emitir pedidos de compras para reposição de estoque, bem como para atender as requisições de material inexistente e sem similar no Almoxarifado;

  • - organizar o Almoxarifado de forma a garantir o armazenamento adequado e a segurança dos materiais em estoque;

  • - encaminhar as notas fiscais à coordenação contábil e financeira para pagamento; e

  • - informar a unidade solicitante da recepção dos bens adquiridos.
Fim do conteúdo da página