Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Retrospectiva 2022

Publicado: Quinta, 15 de Dezembro de 2022, 10h13 | Última atualização em Quinta, 15 de Dezembro de 2022, 10h13 | Acessos: 736

Retrospectiva 2022

O ano de 2022 foi um ano desafiador, mas acima de tudo de retomada. Em maio de 2022 as atividades retornaram de forma presencial na UFSB, após mais de 2 anos de atividades remotas devido a pandemia. Nesse mesmo mês, o novo Campus Jorge Amado foi inaugurado, depois de longos sete anos de espera, construção, paralisação e retomada de obras, encerramos nossas atividades em Ferradas, e passamos a ter todos os cursos no núcleo pedagógico do CJA. O novo Campus trouxe boa parte da estrutura da UFSB para próximo do curso de Engenharia Florestal,uma vez que o curso funciona desde a sua criação no Centro de Formação em Ciências Agroflorestais (CFCAF) localizado no CEPEC/CEPLAC. Isso facilitou o acesso à biblioteca, laboratórios básicos, setor de acessibilidade e secretaria acadêmica, bem como o acesso ao CFCAF, uma vez que foi criada uma linha de ônibus interna gratuita ligando a portaria da CEPLAC, o CJA e o CFCAf. O novo campus trouxe aos alunos e professores, salas mais modernas e totalmente pensadas na sustentabilidade e acessibilidade. O CJA conta agora com laboratórios novos que auxiliam principalmente os componentes básicos do curso: Laboratório de Ciências I, II e III, Laboratório de robótica e matemática computacional, Laboratório de práticas pedagógicas e Laboratório de expressão gráfica. No CFCAf também conseguimos avançar em infraestrutura. O Laboratório Central deTecnologia de Produtos Florestais foi finalizado, contando com espaços para física/mecânica da madeira, anatomia da madeira, microtomia, química da madeira, microscopia/xiloteca e de melhoramento florestal. Também passamos compartilhar o laboratório de informática com o Programa de Pós Graduação em Biossistemas, sala de reuniões e atendimento individualizado aos estudantes, bem como novos gabinetes para docentes dando maior privacidade ao atendimento dos estudantes.

Ainda buscando melhorar a infraestrutura, a aquisição de novos títulos pela biblioteca, deu um“up” nas referências disponíveis para nossos estudantes, os novos livros físicos específicos, já foram inseridos no sistema e ficaram disponíveis para empréstimo e consulta em outubro de 2022.Novos acordos de estágio foram formalizados, e empresas têm procurado o curso buscando estabelecer novas parcerias para 2023, aumentando assim as opções aos alunos para aprimorarem seus conhecimentos.

Em maio, celebramos a formação da segunda turma do curso, contando com mais 2 formandos, que já estão no mercado de trabalho e ou pós-graduação, seguindo os passos dos 4 formandos da primeira turma. Isso é algo de destaque para o curso, a rápida inserção de seus egressos. E os alunos formados “não se vão” eles voltam para dar sua contribuição por meio de palestras ao futuros engenheiros ainda em formação, nosso agradecimento ao Engenheiro Marlon Garuzzo e discente Paulo Bonfim que  ao longo de 2022 trocaram experiências com os discentes do curso.

Em agosto nosso time se tornou ainda mais forte com a chegada da profa. Dra Ana Paula Marques Martins, que vem para somar na área de manejo, dendrometria e inventário florestal. E o curso de Engenharia Florestal não cresce somente em infraestrutura, mas a cada dia vem se consolidando, 2022 foi o ano de reconhecimento do curso pelo CREA-BA e pelo MEC. O reconhecimento pelo CREA ocorreu sem pendências ou restrições, garantido aos egressos total liberdade para exercício de suas profissões. E em novembro, o curso recebeu o MEC para sua primeira avaliação in loco (feita de forma remota). Como resultado de uma preparação que ocorreu antes, e durante o período de pandemia, o curso recebeu a nota final de 4,49 em uma escala que vai até 5, ficando com o conceito 4, muito próximo da nota máxima. A nota reflete todos os esforços da coordenação, NDE, colegiado, docentes, discentes e técnicos. Tanto NDE,coordenação e colegiado ficaram com nota 5, fruto de muita dedicação e empenho dos respectivos órgãos. Amostras do resultado do bom trabalho que vem sendo realizado chegaram no finalzinho de novembro, onde mais uma vez, pelo quarto ano consecutivo, projetos desenvolvidos pelos estudantes de Engenharia Florestal, foram classificados entre os melhores trabalhos durante o 8º CIPCI- Congresso de Iniciação à Pesquisa, Criação e Inovação, destacando a qualidade da pesquisa e o engajamento da equipe. Parabéns aos estudantes Patrick Guimarães e Daniel Ferreira!

E para fechar o ano, dezembro trouxe mais boas notícias, nossa egressa Kethlin Romão, atualmente estudante do PPGBiossistemas (UFSB) foi contratada para integrar a equipe da Empresa Symbiosis Investimentos para o cargo de melhorista florestal. E já pensando em 2023, e na continuidade dos trabalhos, a vice- coordenação do curso foi assumida pelo prof. Alexandre Arnhold, uma vez que o prof. Andrei Nunes assumiu a coordenação do Programa de Pós Graduação em Biossistemas, desejamos uma boa caminhada ao prof. Alexandre e agradecemos ao prof. Andrei pela sua dedicação ao curso enquanto esteve na vice-coordenação.

E os trabalhos não param, atualmente o NDE está em fase de finalização do novo PPC, para se adequar a resolução de extensão e formação geral, bem como ajustes para as novas demandas e tecnologias emergentes.

Todas as conquistas são fruto da colaboração de docentes, técnicos e discentes, agradecemos a todos que colaboraram com o curso em 2022 e esperamos contar com a sua colaboração em2023.

Ricardo Mesquita e Ândrea Dalmolin

Fim do conteúdo da página