Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Projetos
Início do conteúdo da página

Projetos

Publicado: Segunda, 30 de Novembro de 2020, 14h36 | Última atualização em Domingo, 18 de Fevereiro de 2024, 17h02 | Acessos: 1305

Influencia das caracteristicas dos petroleos intemperizados na modelagem numerica de vazamentos

Descrição: O conhecimento dos constituintes do petróleo bruto, suas alterações físicas, químicas e biológicas e as interações com os dispersantes químicos podem ser utilizados como dados de entrada em softwares preditivos, como o OSCAR/Oil Weathering Model (OWM), capazes de simular o destino do óleo e as ações de contingência ao derramamento. Através do uso de modelos Lagrangeanos, as respostas do simulador OSCAR/OWM permitem estimar o destino do óleo derramado, a sua probabilidade de chegada a um determinado ponto selecionado, além de ser possível quantificar o volume do óleo derramado que atingiu áreas específicas. As boas tomadas de decisão baseadas em simulação numérica estão condicionadas ao uso de dados meteoceanográficos representativos da dinâmica local, além das informações sobre o tipo e a composição química do petróleo. O plano de mitigação composto por um conjunto de procedimentos de contingência em determinada área, apoiam a tomada de decisão em situações de emergência (DALING; STRM, 1999). Será realizada a simulação da aplicação do dispersante sobre a mancha para identificação do efeito no óleo em diferentes cenários de derramamento no mar. Espera-se, com esta análise, desenvolver expertise nacional para interpretação dos resultados dos ensaios de mesoescala e para realização e interpretação de simulações com o modelo OSCAR/OWM. Assim, haverá ampliação do conhecimento sobre as alterações do petróleo derramado no mar, devido aos processos intempéricos e ao uso de dispersante químico, de modo que se possa aprimorar a previsibilidade quanto à migração de partículas de óleo nos diferentes ecossistemas que compõe a costa brasileira.

Situação: Em andamento (2023 - Atual).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: Petrobras.

Equipe: Eustaquio Vinicius Ribeiro de Castro - Coordenador, Angelo Teixeira Lemos, Renato David Ghisolfi, etc.

 

Alterações dinâmicas e termohalinas decorrentes das mudanças climáticas sobre o Banco de Abrolhos e Royal-Charlotte e seus impactos sobre os recifes de corais

Descrição: Os recifes de corais dos Bancos de Abrolhos e Royal-Charlotte são feições únicas do Oceano Atlântico Sul. Esses locais possuem riqueza ecológica e endemismo biológico e estão sujeitos ao branqueamento decorrente, principalmente, do estresse térmico (ET) devido ao aquecimento das águas ou as ondas de calor marinho. No entanto, estudos anteriores têm mostrado que a presença de águas frias junto ao fundo desses bancos tem atuado como buffer térmico amenizando o efeito devastador das ondas de calor marinhas sobre os corais, principalmente os mesofóticos. A variabilidade espacial e temporal deste padrão térmico, bem como de um entendimento da dinâmica que a determina ainda necessita de uma avaliação completa. Em função disso, essa proposta é dividida em duas partes. Na primeira pretende-se analisar resultados de modelos oceânicos e meteorológicos para identificar a abrangência espacial e temporal dessa água mais fria e a dinâmica que a força. Uma vez determinadas essas variáveis, nós analisaremos como elas se alteram nas simulações dos modelos de previsão de mudança climática no final do século. A partir desses resultados serão desenvolvidos modelos conceituais com foco no padrão térmico e seu potencial efeito sobre os corais. O resultado dessa análise servirá como suporte para os gestores ambientais no desenvolvimento de estratégias ou de manejo na mitigação do potencial efeito do branqueamento coralíneo.

Situação: Em andamento (2023 - Atual).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: CNPq.

Equipe: Renato David Ghisolfi - Coordenador, Angelo Teixeira Lemos, Kyssyanne Samihra Santos Oliveira, Rodrigo Leão de Moura.

 

Sistema multiusuário de detecção, previsão e monitoramento de derrame de óleo no mar (SisMOM)

Descrição: Projeto de pesquisa em rede voltado ao desenvolvimento de sistema inteligente multiusuário para a detecção, previsão e monitoramento de derrame de óleo no mar nas águas jurisdicionais Brasileiras (AJB) - Amazônia Azul. O sistema utiliza algoritmos de Inteligência Artificial (IA) sobre Base de Informações Georreferenciadas (MCTI/BIG) com imagens de satélites, dados in situ e prognósticos numéricos do oceano e da atmosfera para a detecção de navios e de manchas de óleo ou atividade biológica (sargaço etc.) nas AJB e para prever a probabilidade de eventuais manchas de óleo detectadas atingirem o litoral do Brasil. O ineditismo da proposta é marcante por congregar uma rede de pesquisa nacional para o desenvolvimento tecnológico de sistema de apoio à decisão, com metodologia científica de ponta, em apoio aos setores da Autoridade Marítima, Marinha do Brasil (MB), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e da Agência Nacional do Petróleo (ANP), para a vigilância e capacidade tempestiva de ação, na eventualidade de um derrame de óleo no mar, de forma compartilhada, e pautada no melhor conhecimento científico disponível.

Situação: Em andamento (2022 - Atual).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: FINEP.

Equipe: Paulo Nobre - Coordenador, Angelo Teixeira Lemos, Laércio Namikawa, Jorge Gomes, João Lorenzzetti, Chou Sin Chan, etc.

 

EcoIoT: Rede de monitoramento de qualidade da água via Internet das Coisas no Extremo Sul da Bahia

Descrição: O monitoramento ambiental é geralmente realizado com equipamentos caros e com dados pós-processados. Em países em desenvolvimento, o investimento necessário para esse tipo de observação é dificultado - ou mesmo inviabilizado, pelos altos custos financeiros associados. Essas limitações podem restringir a cobertura espaço-temporal e, em especial, a capacidade de compreensão dos respectivos fluxos e processos, com impactos negativos na capacidade de planejamento e gestão. Esta proposta objetiva a implementação de um sistema que utiliza a Internet das Coisas (IoT) para criação de uma rede de monitoramento da qualidade da água, de baixo custo, com dados em tempo real e de acesso público. Como vetor de envolvimento direto da sociedade, ações de ciência cidadã, além de divulgação e disseminação científica, estão no cerne da proposta. A área de estudo piloto se localiza na região de Porto Seguro (BA) e cobre parte de uma bacia hidrográfica, seu estuário e a zona costeira adjacente. Essa região ainda é reconhecida pela sua megabiodiversidade e pela presença de importantes ambientes recifais do Atlântico Sul e, portanto, compreender as trocas de energia e matéria entre continente e oceano é tarefa urgente. O sistema EcoIoT começou a ser desenvolvido e validado no mestrado de um dos componentes da equipe e despertou o interesse do Comitê de Bacias Hidrográficas dos rios Frades, Buranhém e Santo Antônio (CBHFRABS), parceiro da proposta. Dentre as variáveis a serem monitoradas, destacam-se: temperatura da água, condutividade elétrica (salinidade), pressão (nível da água), oxigênio dissolvido, pH e turbidez. Espera-se que o EcoIoT sirva como modelo para a ampliação da qualidade, cobertura e efetividade de sistemas de monitoramento de ambientes aquáticos em escalas nacional e internacional, sobretudo para países em desenvolvimento, além de buscar a aproximação com a sociedade para compreender e valorizar a importância da preservação ambiental via acesso público de dados.  

Situação: Em andamento (2022 - Atual).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: CNPq.

Equipe: Marcos Eduardo Cordeiro Bernardes - Coordenador, Angelo Teixeira Lemos, Fabrício Berton Zanchi, Marcus Luciano Souza de Ferreira Bandeira, Orlando Ernesto Jorquera Cortes, Cristiane da Silveira Lima, Felipe Diego de Oliveira, Ricardo Almeida Cunha, Jenner da Cruz de Souza, Cesar Augusto Reis dos Santos.

 

Análise da dispersão da pluma do Rio Jequitinhonha no litoral sul da Bahia e sua influência sobre ambientes recifais

Descrição: Plumas de rios representam a conexão entre o ambiente terrestre e oceânico, podendo transportar diversos tipos de partículas e substâncias aos ambientes costeiros, entre eles sedimentos, poluentes, contaminantes, larvas, etc. O estudo da dispersão de plumas de rios é de grande importância para se analisar os ambientes costeiros que estão suscetíveis a sofrer influência dessas águas fluviais, considerando a variabilidade espaço-temporal das principais forçantes. Nesse contexto, está sendo proposta a realização de simulações numéricas de dispersão da pluma do Rio Jequitinhonha com o modelo STRiPE entre os períodos de junho de 2020 e junho de 2022, abrangendo diferentes condições de vazão e vento, a fim de se analisar a probabilidade de chegada dessas águas aos ambientes recifais presentes no litoral sul e extremo sul da Bahia. Os resultados serão analisados em mapas que irão quantificar a presença da pluma fluvial de acordo com o gradiente de salinidade e as condições ambientais mais propícias para a dispersão da pluma sobre esses ambientes.  

Situação: Em andamento (2022 - Atual).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: Veracel Celulose.

Equipe: Angelo Teixeira Lemos e Maria Eduarda Lemos de Freitas.

 

Poluição por óleo no mar 2019 no Nordeste do Brasil: Sensoriamento Remoto, Modelagem Oceano-Atmosfera e Inteligência Artificial para Detecção, Previsão e Desenvolvimentos Futuros.

Descrição: O projeto de pesquisa visa desenvolver método inédito para a detecção e previsão de ocorrência e deslocamento de mancha de óleo no mar por meio do uso combinado de informações de sensoriamento remoto ao longo das derrotas de navios, assimiladas por modelagem hidrodinâmica do oceano e biogeoquímica marinha e técnicas de inteligência artificial. O ineditismo do método consiste em desenvolver ou reduzir dois fatores limitantes fundamentais de métodos consagrados na literatura: a baixa frequência nas amostragens satelitárias nas bandas de radar e visível, e as escassas informações meteoceanográficas, para o Oceano Atlântico Sul e mais especificadamente nas áreas das Águas Jurisdicionais Brasileiras. O projeto é dividido em quatro componentes: Componente I - Detecção de manchas de óleo no mar a partir de dados SAR orbitais, produtos de modelos e algoritmos sinérgicos inteligentes; Componente II - Modelagem meteoceanográfica do estado do mar; Componente III - Detecção de embarcações no mar a partir de dados SAR orbitais e algoritmos sinérgicos inteligentes; e Componente IV - Modelagem da dispersão de óleo no mar: a busca pela origem do derrame de óleo.

Situação: Em andamento (2020 - Atual).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: CNPq.

Equipe: Paulo Nobre (Coordenador Geral), Angelo Teixeira Lemos, Laércio Namikawa, Jorge Gomes e João Lorenzzetti (Coordenadores de Componentes).

 

Divulgação do curso de Oceanologia da UFSB para os estudantes do ensino médio de Porto Seguro

Descrição: O projeto de extensão visa promover uma ampla ação de comunicação para a divulgação do curso de Oceanologia da UFSB para os estudantes das escolas do ensino médio de Porto Seguro. A partir de uma linguagem acessível aos jovens, materiais visuais e audiovisuais (apresentações de slides, entrevistas, etc.) serão planejados, elaborados, publicados e acompanhados nos diversos canais de comunicação das redes sociais (sites, Facebook, Instagram, etc.) e nas escolas. As produções irão fomentar a) o conhecimento das ciências do mar e sua importância para a humanidade, b) a profissão e as linhas de atuação de um profissional oceanólogo, c) os laboratórios, o campus universitário, os projetos de pesquisa e extensão dos professores, d) exibição de vídeos de formandos do curso de oceanologia, o mercado de trabalho e a pós-graduação, entre outras atividades que possam vir a surgir.

Situação: Finalizado (2022-2023).

Natureza: Extensão.

Fonte financiadora: UFSB.

Equipe: Angelo Teixeira Lemos e Eva Carolyne Silva Santos.

 

Modelagem numérica como ferramenta de análise de impacto ambiental de derramamento de óleo no litoral da Bahia.

Descrição: A indústria do petróleo vem apresentando avanços nas últimas décadas em E&P offshore e na camada do pré-sal. Acompanhando esses avanços, a 16a Rodada de Licitações de blocos da ANP ofertou 4 blocos (CAL-M-126, CAL-M-316, CAL-M-252 e CAL-M-376) na Bacia de Camamu-Almada, logo ao norte do Banco de Abrolhos. Assim, em virtude dos impactos ambientais que eventuais derramamentos de óleo podem causar em ambientes marinhos e costeiros sensíveis, incluindo recifes de corais e manguezais, está sendo proposta a realização de modelagem numérica dos processos de intemperismo do óleo no mar em simulações datadas de 2019 nesses 4 blocos utilizando o modelo OSCAR, considerando os aspectos ambientais marinhos da região e as características físico-químicas do óleo. Os resultados probabilísticos da modelagem serão analisados em conjunto com a Carta SAO da Bahia utilizando ferramentas de geoprocessamento, a fim de identificar os ambientes costeiros do sul e extremo da Bahia mais vulneráveis em cenários hipotéticos de derramamento de óleo.

Situação: Finalizado (2021-2022).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: UFSB.

Equipe: Angelo Teixeira Lemos e Ana Carolina Brites da Silva.

 

Análise físico-química da dispersão da pluma do Rio Buranhém na costa do município de Porto Seguro (BA)

Descrição: O projeto de pesquisa busca analisar a dispersão da pluma do rio Buranhém ao longo da costa de Porto Seguro. Nesse sentido, serão utilizados três derivadores, cada um contendo um sensor de temperatura e salinidade e um GPS acoplados, para a análise da trajetória do derivador e a gravação dos dados ambientais. No momento do lançamento dos derivadores na foz do rio e a cada hora (até concluir 5 horas), serão coletadas amostras de água no local de cada derivador, para a análise de parâmetros físico-químicos.

Situação: Finalizado (2019-2021).

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: Ausente.

Equipe: Angelo Teixeira Lemos – Coordenador; Silvio Tarou Sasaki; Allison Gonçalves Silva; Marcos Eduardo Cordeiro Bernardes; Mateus Alexander Campeche Gama.

 

Avaliação dos impactos das manchas de óleo na Costa do Descobrimento

Descrição: Frente a todas as incertezas que permeiam o maior desastre ambiental em extensão já registrado na costa brasileira e dada a importância dos ecossistemas da Costa do Descobrimento, o objetivo principal desta proposta é integrar diferentes áreas de conhecimento a fim de implementar um plano de avaliação ambiental de 10 meses em três municípios da Costa do Descobrimento (Belmonte, Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro). Essa avaliação irá abranger sistemas estuarinos, ambientes praiais, o Parque Natural Municipal Recife de Fora e a plataforma continental interna.

Situação: Finalizado (2019-2020);

Natureza: Pesquisa.

Fonte financiadora: UFSB.

Integrantes: Igor Emiliano Gomes Pinheiro - Coordenador; Angelo Teixeira Lemos; Silvio Tarou Sasaki; Juliana Pereira de Quadros; Leonardo Evangelista Moraes; Catarina da Rocha Marcolin; Carlos Werber Hackradt.

registrado em:
Fim do conteúdo da página