Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

[CJA] - AZUELA - poéticas negras em roda (2ª Edição/2018)

Publicado: Quarta, 24 de Outubro de 2018, 15h10 | Última atualização em Quarta, 24 de Outubro de 2018, 15h18 | Acessos: 533
 
O que: AZUELA - poéticas negras em roda (2ª Edição/2018)
Quando: 30/10/2018, às 19 horas
Onde: Refeitório do Campus Jorge Amado (ao lado da Reitoria)
Inscrições: no local
 
 
A 2ª Edição do "AZUELA - poéticas negras em roda" acontecerá no próximo dia 30, às 19 horas, no campus Jorge Amado. O termo "Azulela" vem de Kuzuela, verbo derivado do tronco Ovibundu (etnia Bantu), disseminado em território Kimbundu. Segundo dicionário Bantu de Nei Lopes (2003), a palavra azuela, nos terreiros de origem Bantu, seria uma ordem para bater palmas e animar a festa. Zuela: falar! Dar voz. Possibilitar o protagonismo, oportunizar, se fazer falar. Azuela é a possibilidade de fomento de um discurso contra hegemônico em um ambiente capitaneado pela maioria de pessoas brancas. Azuela é a divulgação de poéticas historicamente consolidadas como primitivas, diante do olhar ocidental. Azuelar é resistir, é trazer a voz silenciada nos duros processos de soerguimento deste país. Azuelar é fazer girar, movimentar, circular ideias, construir novos pensamentos. Com isto, o Coletivo AFRO(en)CENA visa oportunizar o diálogo com a comunidade acadêmica, artistas, agitadores culturais, instituições de fomento às artes em Itabuna e região.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
.                                                 
registrado em:
Fim do conteúdo da página