Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fluxos
Início do conteúdo da página

Fluxos

Publicado: Quinta, 01 de Março de 2018, 21h08 | Última atualização em Quinta, 09 de Agosto de 2018, 15h24 | Acessos: 1461

Matrícula

Após aprovação para ingresso na UFSB, o/a estudante deverá efetuar a sua matrícula na Secretaria Acadêmica do campus no qual foi aprovado/a munido/a da documentação exigida.

 

Inscrição em Componentes Curriculares

A inscrição nos Componentes Curriculares se dará a cada quadrimestre, em período especificado no Calendário Acadêmico. Na constituição de seu percurso formativo, o/a estudante deverá considerar que:

  • • na Formação Geral, com duração prevista para três quadrimestres, deve cursar os CCs visando à sua integralização;
  • • tendo ingressado na UFSB pela ABI, deverá realizar escolha de percurso acadêmico, inscrevendo-se a partir daí nos CCs de acordo com a arquitetura curricular do curso no qual está matriculado/a;
  • • para a progressão de segundo ciclo, serão considerados critérios específicos contidos nos Projetos Pedagógicos dos Cursos de segundo ciclo, nos quais são elencados um conjunto de CCs que devem ser obrigatoriamente cursados ao longo do primeiro ciclo.
  • • as mudanças de curso durante percurso acadêmico não desobrigam o/a estudante de cursar os CCs para integralizar o curso escolhido.

No preenchimento da oferta de vagas, terão preferência os/as estudantes matriculados/as no curso que oferta o CC, sendo que todo/a estudante terá direito a requerer inscrição em CCs de cursos, locais e turnos distintos dos da sua matrícula, condicionada à existência de vagas, que serão disponibilizadas após o período de confirmação de inscrição dos/as estudantes preferenciais.

 

Componentes Curriculares: tipos e formas

Os Componentes Curriculares (CCs) se subdividem em obrigatórios, optativos ou livres e são denominados e classificados conforme a seguinte descrição:

  • • OFG: Obrigatório de Formação Geral.
  • • OGA: Obrigatório de Grande Área: Componente Curricular específico do repertório curricular de um dos quatro Bacharelados Interdisciplinares (BI) ou uma das cinco Licenciaturas Interdisciplinares (LI).
  • • OAC: Obrigatório de Área de Concentração: Componente Curricular introdutório ou propedêutico de curso de segundo ciclo.
  • • OpFG: Optativo de Formação Geral: Componente Curricular de cultura científica, humanística, artística destinado a compor a Carga Horária do curso de primeiro ciclo, escolhidos a partir de opções restritas.
  • • OpGA: Optativo de Grande Área: Componente Curricular optativo da área, escolhidos a partir de opções restritas.
  • • OpAC: Optativo de Área de Concentração: Componente Curricular obrigatório ou optativo de curso de segundo ciclo, com exceção de Componentes Curriculares profissionalizantes.
  • • Livre A: qualquer Componente Curricular proposto e ofertado por equipe ou docente efetivo, validado pelo Colegiado de Curso, que não esteja previsto no Projeto pedagógico do Curso.
  • • Livre B: qualquer Componente Curricular proposto e ofertado conjuntamente por docente visitante, validado pelo Colegiado de Curso, que não esteja previsto no Projeto pedagógico do Curso.

 

Crédito Condicional

Define-se como crédito condicional a situação em que o/a estudante se encontra por não ter obtido desempenho satisfatório em algum Componente Curricular atingindo nota final numérica entre 3,0 (três) e 5,9 (cinco inteiros e nove décimos), ficando a sua aprovação, no respectivo Componente Curricular, condicionada à realização de outras atividades avaliativas. Caso não logre êxito no processo avaliativo do crédito condicional, o/a estudante deverá ficar atento/a à oferta do Componente Curricular em outros quadrimestres.

 

Inscrição Especial

A UFSB disponibilizará vagas para Inscrição Especial (IE) a pessoas interessadas e não regularmente matriculadas na UFSB, prioritariamente na seguinte ordem:

  • • professores/as do Ensino Básico;
  • • pessoas vinculadas a instituições parceiras da Universidade;
  • • participantes de ações afirmativas e programas de integração social da Universidade;
  • • estudantes regulares de Instituições de Ensino Superior; ou
  • • portadores/as de diploma de curso superior.

A inscrição especial não configura vínculo regular com nenhum curso da Universidade, não dando o direito à emissão de identidade estudantil, concessão de bolsas ou benefícios destinados aos/às estudantes regularmente matriculados/as.

 

Escolha de percurso acadêmico

O Processo Seletivo para escolha de percurso acadêmico ocorre com base em edital próprio, elaborado e divulgado pela Pró-Reitoria de Gestão Acadêmica. O Edital de Escolha de Percurso no 1º Ciclo, publicado anualmente, permite que os/as estudantes que ingressaram na Universidade, através da Área Básica de Ingresso, escolham o curso de Licenciatura Interdisciplinar ou, nos casos de vagas remanescentes de Bacharelado Interdisciplinar que pretendem cursar e, assim, deem continuidade ao seu percurso formativo.

 

Transferência interna e externa

Os processos seletivos de transferência interna serão objeto de editais específicos publicados pela PROGEAC em datas definidas no Calendário Acadêmico, permitindo ao/à estudante regularmente matriculado/a em um BI ou LI participar do processo seletivo para escolha de mudança de turno, local e/ou curso.

Os processos seletivos de transferência externa serão objeto de editais específicos elaborados pela PROGEAC e, quando publicados, deverão acontecer após os processos seletivos de transferência interna. A transferência externa possibilita que estudantes regularmente matriculados/as em cursos de graduação em outras instituições de ensino superior possam ser transferidos/as para cursos de primeiro Ciclo da UFSB, desde que atendam aos requisitos estabelecidos no edital.

 

Atividades complementares

As atividades complementares são obrigatórias para a integralização dos cursos de graduação e constituem parte fundante da formação humanística e cidadã dos/as discentes. A carga horária necessária é definida pela Resolução n. 16/2015.

Para a aprovação e validação das atividades complementares realizadas, o/a discente solicitará a análise pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas da seguinte forma: (SIGAA) > Módulos > Portal do Discente > Ensino > Registro de Atividades Autônomas.

A Comissão responsável pela avaliação das atividades realizará a análise e emitirá seu parecer, conforme fluxo a seguir:

  

fluxo

 

Cancelamento de Componente Curricular

Cancelamento de Componente Curricular deve ser protocolado via requerimento na Secretaria Acadêmica do campus na qual o/a estudante está lotado/a, respeitando-se os prazos previstos no calendário acadêmico.

 

Suspensão temporária de matrícula

Trancamento de matrícula deve ser protocolado via requerimento na Secretaria Acadêmica do campus na qual o/a estudante está lotado/a, respeitando-se os prazos previstos no calendário acadêmico.

 

Certificado de Conclusão de Curso

O certificado de conclusão de curso é o documento emitido após a integralização dos cursos para que o/a graduado/a possa comprovar a sua condição. O/A estudante deve solicitar o certificado de conclusão de curso, pessoalmente, na Secretaria Acadêmica - SECAD do Campus ao qual está vinculado/a, através de requerimento, munido/a da cópia do histórico escolar do curso e do CPF. Não é necessário ter colado grau para receber o certificado bastando ter concluído o curso.

 

Histórico Escolar

É o documento que discrimina os componentes curriculares cursados pelo/a estudante, carga horária dos componentes, atividades complementares, índices Acadêmicos, entre outras informações. O histórico escolar pode ser emitido no sistema SIGAA constando toda a carga horária exigida no Projeto Pedagógico do Curso e realizada pelo/a estudante. Para isto, basta acessar o Sistema Informação e Gestão Acadêmica – SIGAA, e, com o número de matrícula, consultar e emitir o histórico escolar.

 

Colação de Grau

É o ato pelo qual a autoridade universitária investida pela reitoria concede o grau de bacharel/a ou de licenciado/a àquele/a que conclui um curso de graduação. Ao integralizar o curso de Graduação, o/a formando/a deverá aguardar os encaminhamentos dos Decanatos do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências

– IHAC ou dos Centros de Formação Profissional de cada campus da Universidade, para participar do ato formal de colação, sendo este com ou sem solenidade.

 

Diploma

O diploma é um documento completo que comprova a conclusão do curso de graduação ou de pós-graduação. É assinado pelo/a magnífico/a Reitor/a da Universidade Federal do Sul da Bahia - UFSB e pelo/a Pró-Reitor/a de Gestão Acadêmica. Nele são informados a lei de reconhecimento do curso, a data de conclusão, da colação de grau e ainda o número de registro.

O/A estudante que concluiu o curso de Graduação, após a colação de grau, com ou sem cerimônia, poderá solicitar a confecção do seu diploma, pessoalmente, na Secretaria Acadêmica - SECAD do campus ao qual está vinculado/a, por meio de preenchimento do formulário próprio e anexar as cópias dos documentos abaixo relacionados:

  1. Histórico Escolar do curso de graduação; b) Carteira de Identidade atualizada;
  2. CPF;
  3. Certidão de casamento ( caso tenha mudado de estado civil);
  4. Declaração de “nada consta” da Biblioteca e da Coordenação de Campus da Universidade (atualizada);
  5. Título de Eleitor/a com comprovante de votação na última eleição.

 

Desligamento por abandono de curso

Conforme o Art. 4 º, inciso II, da Resolução n. 007/2016, o/a estudante poderá ser desligado/a da UFSB, por desistência, quando não realizar a sua inscrição em Componentes Curriculares por dois quadrimestres consecutivos ou quatro quadrimestres intercalados.

 

Frequência

Os períodos letivos são previstos no Calendário Escolar, que estabelece um mínimo de 200 ( duzentos) dias letivos anuais, divididos em três quadrimestres. É obrigatória a frequência às atividades acadêmicas estabelecidas para cada curso de acordo com o parágrafo 2º do art. 47 da Lei de Diretrizes e Bases (Lei n. 9.394/1996). Serão considerados/as reprovados/as estudantes que não obtiverem o mínimo de 75% da frequência.

 

Tratamento excepcional

O tratamento excepcional caracteriza-se pela execução em domicílio, ou em outro local, de atividades que estejam sendo ministradas em sala de aula concedido ao/à estudante em condições especiais devidamente comprovadas por meio de laudo médico explicativo emitido até quinze dias após a ocorrência do fato impeditivo (condições físicas, intelectuais e emocionais do/a estudante), conforme rege a legislação vigente.

Tem direito a regime de exercícios domiciliares:

  1. estudante gestante, a partir do oitavo mês de gestação e durante três meses;
  2. estudante com afecções congênitas ou adquiridas, infecções, traumatismo ou outras condições caracterizadas por incapacidade física ou psicológica, incompatível com a frequência às atividades acadêmicas;
  3. estudante com necessidades educativas especiais.

A solicitação de tratamento excepcional deverá ser direcionada, mediante requerimento, ao Decanato do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências-IHAC (para estudantes de 1º ciclo), ao Decanato do Centro de Formação – CF (para estudantes de 2º ciclo) e à Coordenação do curso Stricto Sensu (para estudantes do 3º ciclo), que comunicará ao/à docente, que planejará as atividades a serem encaminhadas ao/à estudante para compensar a ausência às aulas.

A concessão de tratamento excepcional fica condicionada à possibilidade de continuidade do processo didático-pedagógico.

 

Estágios obrigatórios

O Estágio supervisionado é processo educativo escolar, de caráter obrigatório para os cursos de Licenciatura, desenvolvido em ambientes formais e não formais de educação, que visa à preparação para o exercício da docência. Essa modalidade de estágio faz parte do projeto pedagógico de cada licenciatura ofertada na UFSB com o intento de reconhecer a realidade do Ensino Básico em sua organização, funcionamento, estrutura e relações sociais e humanas entre os diferentes segmentos presentes na comunidade escolar, com ênfase à prática pedagógica nela desenvolvida, além de integrar o itinerário formativo do/a licenciando/a.

O Estágio Supervisionado obrigatório dos cursos de LI da UFSB está regulamentado de acordo com as normas nacionais consubstanciadas na Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, na Lei n. 11.788, de 25 de setembro de 2008 e nas Resoluções CNE/CP n. 1, de 15 de maio de 2006 e CNE/CP n. 2, de 1º de julho de 2015.

Considerando o compromisso institucional com a educação básica, foi assinado em 2016 um termo de cooperação técnica educacional, científica e cultural entre a Secretaria de Educação do Estado da Bahia e a UFSB que, dentre inúmeros benefícios, inseriu os/as licenciandos/as no cotidiano da rede pública de educação, proporcionando-lhes oportunidades de participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar próprios da busca pela superação de problemas identificados no processo de ensino e aprendizagem.

No âmbito desse Convênio, a UFSB destaca a criação de Complexos Integrados de Educação (CIE), conglomerados educativos destinados ao desenvolvimento de uma relação sistêmica entre escola básica e ensino superior, em três escolas da rede estadual de ensino que mantêm um CUNI: em Itabuna, Porto Seguro e Itamaraju. As escolas funcionam em tempo integral (Ensino Médio) e se constituem em espaços privilegiados para a interação de professores/as, estudantes da UFSB e a comunidade com vistas à pesquisa e criação de práticas educativas.

 

Estágios não obrigatórios

O estágio não obrigatório desenvolvido como atividade opcional pelos/as estudantes dos primeiro e segundo ciclos da UFSB poderá ser realizado, nos termos do art. 9º da Lei n. 11.788/2008, em entidades jurídicas de direito privado, órgãos da administração pública e com profissionais liberais de nível superior, devidamente registrados/as em seus respectivos conselhos de fiscalização profissional e que estejam amparados/as por convênios ou acordos de cooperação com a UFSB. O estágio não obrigatório, quando possível, também poderá ser realizado nas próprias dependências da UFSB.

 

Monitoria

Com base no art. 84 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, “Os discentes da educação superior poderão ser aproveitados em tarefas de ensino e pesquisa pelas respectivas instituições, exercendo funções de monitoria, de acordo com seu rendimento e seu plano de estudos .” As atividades da monitoria acadêmica devem se nortear pelo Projeto Pedagógico do curso, estando voltadas para a formação plena do/a estudante e do/a futuro/a profissional, devem ser dinâmicas e permanentemente inseridas no contexto das necessidades dos/as discentes docentes. Tem como objetivos propiciar apoio acadêmico aos/às estudantes na graduação da UFSB, desenvolver o senso de responsabilidade, cooperação, satisfação em ampliar conhecimentos e empenho nas atividades acadêmicas; autonomia; promover a formação integral dos/as estudantes; estimular a interação entre discentes e docentes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página