Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

FAQ

Publicado: Terça, 13 de Março de 2018, 14h45 | Última atualização em Terça, 13 de Março de 2018, 19h38 | Acessos: 266

Relação de Tradutores e Intérpretes da Junta Comercial do Estado da Bahia – JUCEB

SINTRA – Sindicato Nacional dos Tradutores

Nos casos de apresentação de projetos de pesquisa e/ou financiamento, acordos de cooperação, etc., os documentos apresentados deverão estar vertidos para o idioma nacional, sendo que as traduções deverão ser feitas por servidor ocupante do cargo efetivo de tradutor ou por tradutor juramentado, sendo válida, ainda, a tradução feita por qualquer servidor que possua certificado de proficiência linguística, como TOEFL, DELE, DELF, OnDAF e etc, devendo a cópia do certificado de proficiência ser incluída no processo.

O interessado deverá procurar a instituição responsável pela aplicação desses exames tendo em vista o país de destino e o conhecimento linguístico que lhe é demandado. Seguem alguns exemplos:

IELTS e TOEFL, que atestam o domínio da língua inglesa;

OnDaf, que atesta o domínio da língua alemã;

DELFDALF e TCF, que atestam o domínio da língua francesa;

DELE, que atesta o domínio da língua espanhola.

Os estudantes estrangeiros podem estudar na UFSB em um período de intercâmbio ou para obter um título acadêmico.

Para fazer intercâmbio na UFSB, o(a) estrangeiro(a) precisa estudar em uma da universidades parceiras da UFSB.

O(a) estrangeiro(a) que desejar obter um título de graduação na UFSB deverá realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Já o(a) estrangeiro(a) que desejar ingressar em um curso de graduação para obter título deverá realizar o processo seletivo referente à sua área de interesse.

Sim.  Um membro da ARI poderá representar o Setor nessas ocasiões uma vez que  a unidade acadêmica o solicite, desde que haja disponibilidade de algum de seus membros.

Não. A ARI não oferece este tipo de serviço.

Informações sobre “visto” devem ser verificadas junto aos Consulados. Clique aqui para acessar listagem dos consulados estrangeiros no Brasil.

Informações sobre “afastamento do país” podem ser obtidas  junto à Diretoria de Gestão de Pessoas – DGP.

Sim. A ARI está aberta para receber alunos, docentes e técnicos da UFSB. Basta que o atendimento seja agendado através do Fale conosco e que respeitem o horário de atendimento ao público.

Sim. Desde que o aluno tenha sido contemplado pelo programa de mobilidade regular da ARI.

Não. Os portadores de um diploma emitido por uma instituição de ensino superior estrangeira devem procurar a decania do centro referente à área de conhecimento do título a ser revalidado.

Não compete à ARI atender aos pedidos de autenticidade de diploma ou verificação de formação acadêmica de ex-alunos da UFSB. Tais pedidos deverão ser submetidos à Pró-Reitoria de Gestão Acadêmica da UFSB – PROGEAC – e apenas serão aceitos aqueles enviados por fax ou por correio.

A instituição requerente deverá encaminhar à PROGEAC ofício devidamente identificado e assinado por autoridade competente, além da cópia frente e verso do diploma a ser examinado. No ofício, deverá constar, também, o número do fax e endereço completo, inclusive com o CEP da instituição requerente.

Pró-Reitoria de Gestão Acadêmica da UFSB:

Rua Itabuna, s/n, Rod. Ilhéus – Vitória da Conquista, km 39, BR 415, Ferradas, Itabuna-BA

CEP 45613-204 

Fone: (73) 3211-8749 Tel: (73) 3612-0322 

E-mail: progeac@ufsb.edu.br

Sim.  Desde que a instituição estrangeira tenha um acordo de parceria com a UFSB. 

A assinatura de um acordo acadêmico internacional leva, em média, de 02 (dois) a 06 (seis) meses entre a abertura do processo pela unidade acadêmica proponente do acordo e a sua entrada em vigor.

a. Informar à ARI-UFSB, para orientações e apoio;

b. Seguir os procedimentos descritos na página da web Acordos Internacionais.

a. Informar à ARI-UFSB, para orientações e apoio;

b. Observar os procedimentos descritos na página da web Acordos Internacionais;

c. Instruir corretamente o processo, para que não haja exigência de retificação.

Observação: a Procuradoria Federal tem prazo de 60 (sessenta) dias para contestar os processos que lhe são enviados.

É recomendável que se obtenha tais documentos junto à contraparte na instituição parceira com a qual se está negociando os termos do acordo e do respectivo plano de trabalho. Lembre-se que é preciso obter os documentos equivalentes aos brasileiros, visto que fora do Brasil não necessariamente há CNPJ, CPF e RG.

Brasil

CNPJ

CPF

RG

União Europeia

VAT

TIN

National Identity Card

Estados Unidos

EIN

SSN

Não há (veja outros)

Apenas o dirigente máximo da UFSB – o Reitor – tem competência para assinar acordos acadêmicos internacionais, mesmo que sua aplicabilidade seja restrita a uma única unidade acadêmica.

Sim.  Um membro da ARI poderá representar o Setor nessas ocasiões uma vez que  a unidade acadêmica o solicite, desde que haja disponibilidade de algum de seus membros.

registrado em:
Fim do conteúdo da página